FC Porto

“A rábula dos emails foi toda ela feita no Porto Canal”

“Não houve órgão que mais prejudicasse o Benfica que o Porto Canal e Vieira dá a bênção?”, diz ex-diretor Malheiro

A permissão dada por Luís Filipe Vieira a Pinto da Costa para gravar um episódio de uma série documental que passou no Porto Canal, no último ano, continua a ser uma ‘espinha na garganta’ para alguns benfiquistas. Rui Costa, presidente do Benfica, já tinha dito, anteriormente, que não autorizaria tal pedido.

“Não conheço os contornos que levaram à autorização dessas filmagens, se eu aceitaria ou não, não aceitaria. Também não faria no Dragão uma reportagem sobre mim”, explicou Rui Costa, pouco tempo depois do documentário de Pinto da Costa ter sido divulgado pelo Porto Canal. Nessa ocasião, em entrevista na TVI, Rui Costa assegurava que com ele esse tipo de autorização não era concedida ao FC Porto.

 

O tema voltou a ser falado, na CMTV, com João Malheiro, antigo diretor de comunicação do Benfica a confrontar cara a cara Luís Filipe Vieira sobre essa situação.

 

Para antigo diretor das águias, tratou-se de “uma vergonha e uma afronta ao Benfica e aos benfiquistas”. De resto, afirmou João Malheiro, essa autorização desagradou os benfiquistas.

“É absolutamente deplorável que o presidente do FC Porto, exatamente alguém que tem uma fixação antiBenfica desde que começou a sua presidência já lá vão 40 anos” tenha tido autorização para gravar um episódio de um programa do Porto Canal.

Além disso, João Malheiro lembrou Luís Filipe Vieira que a “rábula dos emails foi toda ela feita no Porto Canal”. “E nós vamos permitir que o presidente do FC Porto grave um episódio para o Porto Canal? Não houve órgão que mais prejudicasse o Benfica que o Porto Canal. Justamente no processo dos emails e tu dás essa bênção ao presidente do FC Porto? Os benfiquistas ficaram absolutamente indignados”, afirmou João Malheiro, virando-se diretamente para Luís Filipe Vieira.

O antigo presidente encarnado pediu que esse tema fosse esquecido mas João Malheiro assegurou que nem ele nem os benfiquistas esquecem a situação. “Não esqueço nada. Isso não se faz”, referiu o antigo diretor do Benfica, certo de que o Benfica tem de ter relações institucionais com o FC Porto em determinados contextos.

“No contexto da Liga claro que há quadros do Benfica com reuniões com quadros do FC Porto. É assim que deve ser”, destacou o ex-diretor encarnado.

A este respeito, Luís Filipe Vieira disse na CMTV que não viu mal algum em autorizar a presença de Pinto da Costa e de uma equipa do Porto Canal no Estádio da Luz para as gravações de um episódio no reduto encarnado.

“Não vejo problema nenhum que tenha feito a entrevista. Algumas pessoas da comitiva foram vetadas, mas não fui eu. É um problema demasiado mesquinho”, justificou-se Luís Filipe Vieira.

O que você acha sobre a notícia?

Botão Voltar ao topo