Benfica

OS MELHORES JOGOS DO FIM DE SEMANA

Liga Portuguesa – V. Guimarães-SC Braga (5 de fevereiro, 20.30 horas)

O Benfica quer João Félix de volta pôs já entrou em contato com a direção do atlético de Madrid para o regresso ao João Félix.
Ainda assim, o Benfica aguardando o retorno do João

Grande dérbi do Minho, frente a frente V. Guimarães e SC Braga num duelo sempre apaixonante para os adeptos dos dois clubes. Apesar de jogarem fora, favoritismo para os bracarenses, que assenta em dois detalhes importantes: a classificação – o V. Guimarães é sexto classificado, com 27 pontos, o SC Braga está na quarta posição, com mais 11; e o momento das duas equipas: os vimaranenses têm apenas uma vitória nos últimos seis jogos (a que juntam três derrotas e dois empates), os bracarenses, após período de alguma intermitência, vêm de dois triunfos consecutivos, um deles em Alvalade. Mas, como se costuma dizer, dérbi é sempre dérbi…

Liga Italiana – Inter-AC Milan (5 de fevereiro, 17 horas)

Em fim de semana de muitos dérbis ou clássicos, chegou a hora do de Milão. Frente a frente dois históricos do futebol europeu, embora o Inter tenha, nos últimos anos, mostrado estar uns passos à frente do grande rival da cidade. Campeão em título, líder da classificação (o AC Milan é terceiro, a quatro pontos de distância, com mais um jogo), o Inter entra em campo como claro favorito. E é normal que assim seja, afinal não perde um jogo desde 7 de dezembro, somando desde aí sete vitórias e um empate. Do outro lado está um AC Milan que somou duas derrotas nas últimas duas partidas, ambas em casa, frente a Spezia e Juventus. Além de que o Inter joga em casa, onde ainda não perdeu para o campeonato: nove vitórias e dois empates em 11 jogos…

La Liga – Barcelona-Atl. Madrid (6 de fevereiro, 15.15 horas)

Mais um clássico neste fim de semana de grandes jogos, este de Espanha, não entre clubes da mesma cidade mas entre rivais de longa data. O Barcelona recebe o Atl. Madrid (de João Félix), campeão em título. Favoritismo, olhando para as odds, para os catalães, embora seja, neste caso, bom lembrar que estão, as duas equipas, a viver uma época para esquecer, pelo que se tratará, no fundo, de um confronto de desfecho imprevisível – o que não é necessariamente mau. Dizer, para ajudar, que os madrilenos estão no quarto lugar, com 36 pontos, e têm uma vitória nos últimos quatro jogos, e que o Barcelona é 5.º, com 35 – e soma um triunfo nas últimas quatro partidas… Mais equilibrado era impossível.

Bundesliga – Dortmund-Leverkusen (6 de fevereiro, 14.30 horas)

Segundo (Dortmund, com 43 pontos, a apenas seis do líder Bayern…) e terceiro (Leverkusen, com 35 pontos) frente a frente no jogo grande da 21.ª jornada da Bundesliga. O favoritismo, como sempre acontece quando do outro lado não está o colosso de Munique, vai para o conjunto da casa, que além de tudo o resto vem de três vitórias consecutivas para o campeonato e não quer deixar fugir mais o primeiro classificado, estando, por isso, proibido de escorregar. Mas atenção que do outro lado está um Leverkusen num dos melhores momentos das últimas épocas e que não perde na Bundesliga há três partidas, nas quais soma dois triunfos e um empate…

Liga francesa – Lille-PSG (6 de fevereiro, 19.45 horas)

Ainda está por aparecer um jogo do campeonato francês em que o PSG não seja claro favorito. Nada de anormal numa equipa que tem Messi, Mbappé, Di María… O jogo com o Lille, mesmo fora e mesmo tratando-se de um encontro com o surpreendente campeão em título, não é exceção, por razões fáceis de perceber. O PSG é primeiro classificado com 53 pontos, o conjunto de Renato Sanches, por seu lado, está muito longe do que fez na última época: está no 11.º lugar, com 32 pontos… O favorito não podia, portanto, ser outro. Ainda assim, uma achega: a nível interno o PSG apenas perdeu dois jogos esta época – com o Rennes e com o… Lille, no primeiro jogo da época, que decidiu a Supertaça.

Liga italiana – Roma-Génova (5 de fevereiro, 14 horas)

A Roma de José Mourinho (e de Rui Patrício e, desde há umas semanas, de Sérgio Oliveira) recebe o Génova quando vive um dos melhores momentos da temporada, como comprovam as três vitórias consecutivas com que chega a esta partida. E embora o conjunto romano esteja ainda longe das que eram as expectativas quando contratou Morinho (é sexto classificado, com 38 pontos, a 15 do líder Inter), recebe na capital romana um Génova que é 19.º e penúltimo, com apenas onze pontos, uma equipa que não vence um jogo desde 17 de dezembro. O favorito, naturalmente, só podia ser um…

O que você acha sobre a notícia?

Botão Voltar ao topo