FC Porto

ÚLTIMA HORA: Agente de Cardoso Varela quebra o silêncio sobre o alegado “rapto”

Um jovem jogador de 15 anos, Cardoso Varela, desapareceu do radar do FC Porto após destacar-se no Campeonato da Europa sub-17 ao lado de Rodrigo Mora. Faustino Gomes, um dos agentes FIFA de Varela, emitiu um comunicado à imprensa sobre o alegado ‘rapto’.

“Acho que devo esclarecer os factos porque em nenhum momento constou o meu nome oficialmente nos documentos, quer na procuração quer no contrato com a Puma ou mesmo com o FC Porto. Sempre foi a família que assinou. Ficou provado para as autoridades competentes que não houve rapto, mas foi sim tudo feito com consentimento da família do miúdo. Isso é um processo que começou com Fernando Gomes, o Bibota, e veio arrastando-se por muito tempo infelizmente. O presidente Villas-Boas – que assumiu a presidência poucos dias antes do término do contrato no dia 30, domingo passado – tudo fez para levar este caso a um bom porto, mas infelizmente não houve acordo com a família depois da reunião de dia 28 com o diretor do FC Porto e 29 com o senhor presidente Villas-Boas, um dia antes do término do contrato de formação. O papel de representante de um atleta menor nunca estará acima da decisão familiar, que fique claro. Sigo as coordenadas da família. São eles que mandam como dita a lei. Não posso abandonar o miúdo que não tem culpa de nada só que não houve acordo ambas as partes. Tenho boa relação com o presidente Villas-Boas – ainda hoje [ontem] estivemos a falar porque tenho mais atletas no FC Porto. Ele sabe qual é a minha posição nesse processo”, lê-se na mensagem.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo